Mau uso do WhatsApp no trabalho provoca demissão?

Artigo de Flávio Romeu Picinini

Quando a utilização do WhatsApp pode gerar demissão por justa causa?

Usar o aplicativo de forma excessiva e para fins pessoais no horário de expediente pode causar prejuízos ao empregador.

O mau uso do aplicativo pode desconcentrar o empregado em relação ao seu trabalho e, dessa maneira, afetar sua produtividade.

Se o empregador detectar tal situação poderá advertir o empregado, suspendê-lo e, em caso de persistência, demiti-lo.

O caso da recepcionista.

Meu escritório atuou em caso em que uma recepcionista de clínica de estética foi demitida por insistir em trocas de mensagens com o namorado durante o horário de expediente. Na situação provamos que a empregada não priorizou o atendimento presencial aos clientes da clínica, deixando de atendê-lo com agilidade e atenção.

A justa causa da demissão foi confirmada na justiça.

Como usar o aplicativo de forma correta no ambiente de trabalho.

Antes de aplicar advertências e demissões, é importante que os colaboradores sejam orientados quanto ao uso do celular e das redes sociais durante o expediente de trabalho e principalmente, sobre as boas práticas ao utilizar o WhatsApp nos grupos da empresa.

A comunicação via WhatsApp é um excelente recurso, desde que seja usada com sabedoria e levando em consideração que isto também é responsabilidade de cada empregado.

Assim, sigam essas regras:

– Nos grupos de WhatsApp do trabalho, fale somente sobre trabalho;

– Prefira escrever as mensagens a gravar áudios;

– Seja objetivo e direto nas mensagens;

– As informações trocadas no grupo dizem respeito a empresa são confidenciais.

Se você tem dúvidas quanto ao uso do WhatsApp no ambiente de trabalho, procure um advogado trabalhista para esclarecer as suas dúvidas.

apple applications apps cell phone
Photo by Tracy Le Blanc on Pexels.com

SE VOCÊ TIVER ALGUMA DÚVIDA RELACIONADO A ESSE ASSUNTO, NÃO DEIXE DE AGENDAR UMA CONSULTA CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO

Fique por dentro

Explore por mais artigos

O caso do casal Diego e Angélica.

Mais uma semana de trabalho em ritmo intenso, e estou agradecido pela oportunidade que tive de prosseguir com a missão de esclarecer pessoas. Sexta-feira conheci

INSS: Como funciona o salário-maternidade?

O salário-maternidade é um benefício essencial para trabalhadoras, tendo em vista que permite o afastamento remunerado do trabalho para se dedicar aos filhos nos primeiros meses. Porém, muitos segurados ficam com dúvidas sobre como ele funciona, quem tem direito e como requerer.

Shape
Enviar Mensagem
Estamos On-line!
%d blogueiros gostam disto: