Novo Ministério do Trabalho: algo muda?

Artigo de Flávio Romeu Picinini

Extinto em 2019, o Governo Federal recriou o Ministério do Trabalho, agora com o nome de Ministério do Emprego e da Previdência Social.

Nos últimos anos, observamos o desmonte das políticas públicas de emprego e renda, o que prejudicou a classe trabalhadora, maior vítima do desemprego e do trabalho informal.

A falta de uma política pública organizada de emprego é também uma “bomba-relógio” para a aposentadoria da população desempregada ou subempregada. Como não contribuem com a Previdência, essas pessoas ficam ainda mais desprotegidas em casos de acidente, de doença ou quando envelhecem.

Espero, sinceramente, que a mudança seja para melhor e coloque em prática políticas de emprego e de fiscalização das condições de trabalho e que o novo Ministério não seja apenas instrumento de barganhas eleitoreiras.

Dúvidas? Agende consulta “on-line” usando o formulário.

SE VOCÊ TIVER ALGUMA DÚVIDA RELACIONADO A ESSE ASSUNTO, NÃO DEIXE DE AGENDAR UMA CONSULTA CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO

Fique por dentro

Explore por mais artigos

Burger King e o preconceito.

Burger King é chamado de lixo nas redes sociais após lançar a campanha “Nossa, como eu vou explicar a sigla LGBTQIA+ para as crianças?”

Lei do motorista profissional.

O motorista profissional que trabalha com carteira registrada tem direitos garantidos por lei. ✅ – Quanto à jornada de trabalho: A jornada de trabalho do

A lógica do sistema capitalista

O trabalhador vende e coloca à disposição do empregador valiosas horas de sua finita permanência neste mundo. Para ele, o capital é cada minuto de sua vida.

O caso do casal Diego e Angélica.

Mais uma semana de trabalho em ritmo intenso, e estou agradecido pela oportunidade que tive de prosseguir com a missão de esclarecer pessoas. Sexta-feira conheci

Shape
%d blogueiros gostam disto: